Translate

14/11/2017

É sobre ser





É sobre sentir, saber que não tem nada demais, mas ter algo ali, naquele momento, dentro de si, em algum lugar. 

É sobre não saber explicar ou não ter explicação, simples assim. Não se entender, ver quantas vezes se perdeu dentro de tantos pensamentos e sentimentos, que nunca mais se achou.

É sobre sonhar e ter sonos perturbados por uma imaginação extremamento fértil, abundante, inflada por livros e gostos peculiares. 

É sobre ter medos estranhos, dos quais os outros seres humanos vão rir. É rir desses medos mas não deixar de teme-los.

É sobre ser ar, perde-lo e se preocupar em respirar quando se afogar em tantas preocupações aparentemente bobas. 

É ouvir MPB e se perguntar porquê não nasceu na melhor época da música brasileira. É gostar de se entregar as melodias que penetram os ouvidos e vão direto á alma. 

É sobre florescer em chão de asfalto, ver cor onde não tem. Gostar mais de salgado a doce, mas não resistir a doces vozes.

É sobre sorrir para os próprios demônios, matar um leão por dia, acordar pensando nos perrengues que vai passar.

É sobre ser, estar, pensar, melhorar. Viver e renascer todos os dias, num ciclo contato a dedo. Entender que ser único é a graça se ser.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário: